Últimas

Festival francês chega à Bahia



Está confirmado, para o período entre 23 e 28 de outubro, no complexo do TCA, o Festival Musiques Métisses Brasil. A festa - que promove interações de música africana, brasileira, francesa e caribenha - é a versão nacional do evento que acontece há 27 anos em Angoulême (França). Na programação de Salvador já estão garantidos três importantes nomes da música contemporânea africana: o baixista senegalês Alune Wade, o baterista marroquino Mokhtar Samba (que já tocou com Carlos Santana, Mariah Carey e Carlinhos Brown) e o camaronês Blick Bassy – que gravou com Lenine e cantou no Carnaval da Bahia com Saulo Fernandes (Bloco Eva no Campo Grande), Margareth Menezes e Jau. A primeira edição do evento no Brasil aconteceu em 2009 e contou com participações de Carlinhos Brown, Margareth Menezes, Orkestra Rumpilezz, Mounira Mitchala e Didier Awadi. 

“Além dos encontros musicais entre brasileiros, africanos e caribenhos, teremos também mostras de artes visuais, workshops de música e conferências com temas voltados para o mercado musical e multimídia. A ideia é continuar promovendo o intercâmbio cultural entre a África e países da diáspora”, explica Jeannine Cantarelli, diretora do Festival no Brasil. Cantarelli é formada em Empresariamento Cultural peloIC.COM, em Paris e tem no currículo o FESMAN - Festival Mundial de Artes Negras (Senegal), o Espaço Brasil no ano do Brasil na França (Paris) e o Internacional FIFA Fan Fest (Rio de Janeiro), além de turnês (nacionais e internacionais) de artistas baianos como Carlinhos Brown, Daniela Mercury, Ivete Sangalo e Margareth Menezes. Jeannine coordena a TAG Arts, núcleo da TAG Produções voltado para projetos de intercâmbio cultural, artes visuais, música instrumental e livros de arte. Entre os projetos TAG Arts destacam-se a Lavage de La Madeleine (2011, Paris), a Residência Artística e o Coversas Plugadas com o fotógrafo francês, Stéphane Couturier (2011, Salvador), a Exposição ‘A Bahia Tem...’ (de Nádia Taquary em 2011, no Museu Costa Pinto), o livro ‘A história do Petróleo na Bahia’ (Cid Teixeira, 2010) e o CD da Orkestra Rumpilezz.
http://mail.globo.com/mail/images/cleardot.gif

 


Comentários