Últimas

, , ,

Detentora de uma rica diversidade de ingredientes e autora de uma culinária marcante, a Bahia se prepara para receber, pela sexta vez, o Mesa Ao Vivo, maior circuito de gastronomia do Brasil, que percorre diversos locais do país durante o ano. Promovida pela Mundo MESA, em co-realização com o Governo do Estado da Bahia, a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional e a Secretaria de Desenvolvimento Rural, a nova edição do Mesa Ao Vivo Bahia acontece nos dias 23, 24 e 25 de julho, em Salvador, direcionada pelo tema “Bahia e sua cozinha sustentável: terra, tecnologia e cultura”.

Na abertura das atividades, no dia 23, o Fasano Salvador sedia o primeiro Jantar Magno, que conta com a presença de profissionais renomados de São Paulo e da capital baiana. Assim, os chefs Geovane Carneiro (D.O.M - SP), Rodrigo Oliveira (Balaio e Mocotó – SP), José Barattino (Eataly, Homa e Due Grani – SP) e o chef anfitrião Lomanto Oliveira (Fasano – BA) se encontram para executar o menu exclusivamente elaborado para a ocasião, em quatro etapas. Logo no dia seguinte, 24, o segundo Jantar Magno da edição segue reunindo chefs renomados: no Restaurante Ori, o menu é executado por Mônica Rangel (Gosto com Gosto – RJ), Thiago Bañares (Tan Tan Noodle Bar – SP), Caco Marinho (DOQ – BA), Fabrício Lemos e Lisiane Arouca (Origem e Ori – BA).

Já nos dias 24 e 25, o Hotel Mercure vira palco da extensa programação de palestras, aulas e degustações do Mesa Ao Vivo, que conta com a presença de profissionais que movimentam a cena gastronômica. Além de Geovane Carneiro, Rodrigo Oliveira, José Barattino, Mônica Rangel, Thiago Bañares, Lomanto Oliveira, Caco Marinho, Fabrício Lemos e Lisiane Arouca, o especialista em cafés João Carlstron (3 corações – SP) e os chefs Ivan Achcar (Escola de Negócios e Gestão da Gastronomia – SP), Anderson Lívio (Brazero Cutelo Prime – BA), Andrea Albuquerque (Divino Pão – BA), Beto Pimentel (Paraíso Tropical – BA), a chef de Charcutaria e consultora Bruna Moreira (BA), Edinho Engel (Amado – BA), Emanuele Nascimento (The Butcher House – BA), Ricardo Brito (Amado – BA), Eli Batista (Bistrô do Oswaldo – BA), José Morchon (La Taperia – BA), Luan Moura (LV Cozinha Criativa – BA), Lucius Gaudenzi (Du Chef – BA), Paulo Vilela (Restaurante do Casarão – BA), Ricardo Silva (Restaurante Carvão – BA), Sandro Borges (Varanda Gourmet – BA), Seichele Barboza (Seu Sergipe Bistrô – SE), Tereza Paim (Casa de Tereza – BA) e Richard James (Belo Rústico – BA) compartilham seus conhecimentos com o público, a partir das experiências adquiridas em suas carreiras e no dia a dia dos restaurantes.
        
Para participar das palestras e vivenciar toda a experiência do Mesa Ao Vivo, basta adquirir o Passaporte Mesa. Desta forma, por um único valor, o participante tem acesso a mais de 10 aulas e degustações por dia, sempre respeitando a lotação das salas e o tempo de 1h30 entre uma e outra atividade.

Enquanto isso, em outro ambiente do Hotel Mercure, o Festival Farofa do Brasil, que também acontece nos dias 24 e 25 de julho, é aberto a todo público, com entrada gratuita. O espaço acolhe produtores prontos a mostrar o melhor da gastronomia e cultura locais, que oferecem, a preços populares, pratos e produtos tradicionais de Salvador e região.

Com o conceito de produzir ao vivo e aos olhos do público o conteúdo para a revista e redes sociais da Prazeres da Mesa, o Mesa Ao Vivo Bahia garante visibilidade nacional, reverbera a Bahia enquanto ícone de uma gastronomia forte, potente e atenta ao que as suas próprias raízes têm a oferecer.

Sobre o Mesa Ao Vivo

O Mesa Ao Vivo começou em São Paulo com o intuito de mostrar ao público uma revista sendo feita ao vivo. Desde sua criação já percorreu Pernambuco, Minas Gerais, Ceará, Brasília, Rio de Janeiro, Recife, Rio Grande do Sul, Serra Gaúcha, Espírito Santo e Curitiba. A Prazeres da Mesa incentiva o intercâmbio gastronômico entre diferentes regiões do país, e também a nível internacional recebendo chefs estrangeiros para palestrar em seus eventos. Desde 2013 a iniciativa vai além, cruza o oceano e leva a gastronomia brasileira com todos os ingredientes locais e diferentes estilos de cozinha para Portugal.

Este evento faz parte do bureau Mundo MESA - Núcleo de Inteligência em Gastronomia. Através dos pilares eventos, conteúdo, conexão e digital, o objetivo é levar as possibilidades da gastronomia para a promoção de marcas, independente de seu segmento. Seu portfólio conta com a Semana MESA SP, maior evento de gastronomia, que reúne 16 mil pessoas e a cada edição traz de todos os cantos do mundo renomados chefs nacionais e internacionais em diversas ações como o MESA Tendências, Congresso Internacional de Gastronomia e Mesa Ao Vivo, aberto ao público com workshops, degustações, jantares, exposições e outras atividades que resultam na edição da revista.

Serviço:              
Mesa Ao Vivo Bahia – 24 e 25 de julho
Local: Hotel Mercure – Rua Fonte do Boi, 215, Rio Vermelho, Salvador – BA

1 dia de Mesa ao Vivo Bahia – 24 ou 25 de julho
Público Geral: R$140
Assinantes da Prazeres da Mesa, Associados Slow Food, Estudantes e Idosos acima de 60 anos*: R$80

2 dias de Mesa ao Vivo Bahia – 24 e 25 de julho
Público Geral: R$210
Assinantes da Prazeres da Mesa, Associados Slow Food, Estudantes e Idosos acima de 60 anos*: R$120

Festival Farofa do Brasil – 24 e 25 de julho
Local: Hotel Mercure – Rua Fonte do Boi, 215, Rio Vermelho, Salvador – BA
Entrada gratuita

Jantar Magno Fasano Salvador – 23 de julho
Local: Praça Castro Alves, 5 – Centro, Salvador, Bahia
Horário: 20h
Valor: R$ 270 por pessoa (inclui água, café, jantar e taxa de serviço)
Contato para reservas: eventos.ssa@fasano.com.br | Telefone: (71) 2201-6336
Pagamento antecipado

Jantar Magno Restaurante Ori – 24 de julho
Local: Avenida Santa Luzia, 656, loja 11 – Horto Florestal, Salvador, Bahia
Horário: 20h
Valor: R$ 190 por pessoa
Contato para reservas: contato@orirestaurante.com.br  | Telefone: (71) 98890-8357
, , ,

Por pouco mais de cinco décadas comandando tachos repletos de iguarias nordestinas desejadas pelos turistas e baianos, Baiana, como ficou conhecida a chef, decidiu abrir o Restaurante Auge da Baiana. A cozinheira, como ela prefere ser chamada, deu continuidade ao seu talento, propondo o que ela sabe fazer de melhor à beira do fogão: a tradicional moqueca baiana.

restaurante nasceu após a substituição do Antigo Mercado do Peixe, velho conhecido entre os baianos como o “24h de comida de sustança”, onde a empresária possuía um boxe que servia feijoada, caldo de mocotó, dobradinha e as desejadas moquecas de camarão, peixe e mista, que ficou famoso no Rio Vermelho, bairro boêmio de Salvador.

Na época, as pessoas costumavam falar que iam "no boxe da Baiana". O apelido pegou e com a substituição do Antigo Mercado do Peixe pela Vila Caramuru, Baiana acabou virando o nome do empreendimento, sendo nomeado como Auge da Baiana, hoje uma das maiores referências gastronômicas da capital baiana.

Passei por diversos hotéis e restaurantes famosos de Salvador, como o antigo Hotel Meridien, Hotel da Bahia e restaurante Kimukeka. Desde menina eu sempre gostei de cozinhar, ficava olhando minha mãe, avó e os chefs dos restaurantes que trabalhei como garçonete e auxiliar de cozinha, me tornando a cozinheira oficial de alguns deles. Foi a partir daí que eu comecei a sonhar com o meu próprio negócio, lutei muito pra isso acontecer, comecei vendendo comida no bairro até conseguir abrir o meu primeiro estabelecimento, que tinha que ter um cheiro de cozinha nordestina, porque a minha historia é a historia de uma família nordestina", conta Baiana.

Sobre o Auge da Baiana

restaurante Auge da Baiana fica localizado na Vila Caramuru, antigo Mercado do Peixe, no Rio Vermelho. O cardápio oferece pratos diversificados, tipicamente regionais e com produtos baianos, que inclui o tempero caseiro e amor nas panelas, trazendo frutos do mar, peixada, moquecas e outros.

O ambiente é único e agradável, próximo ao mar e com atendimento acolhedor, que lembra casa de vó, é uma boa opção para encontrar os amigos para um happy hour e ótimo destino para se deliciar com os mais diversos pratos caprichados. Baiana recepciona os clientes com simpatia e encanto, típico do baiano.

Às segundas, é oferecido no cardápio o prato Camarão ao alho e óleo, que é um dos principais atrativos da casa nesse dia da semana.

“Temos o prato do dia e sugestões da Baiana, que não estão no cardápio e a gente elabora uma receita especial e apresenta aos clientes em um quadro de giz. Aos domingos, escrevo na lousa o ‘Deus dará’ e ‘Tá de dar água na boca’, que são pratos surpresas com inspirações em receitas baianas. Já fiz uma moqueca de carne e farofa de camarão seco, que deixou o cliente de boca aberta”, afirma Baiana.

Segundo Juliana e Rosa, filhas de Baiana, essa ação especial é muito importante para reformulação dos pratos. Por meio dessas experiências e escutando os clientes, a casa vai apresentar um novo cardápio, que deve ficar pronto em breve.

Serviço:
Restaurante Auge da Baiana
Endereço: Vila Caramuru, antigo Mercado do Peixe - Rio Vermelho
Horário de funcionamento: Domingo a quinta: 10h às 00h
Sexta e sábado: 10h às 4h
Reservas: (71) 981207923/ 987570393/ 987537929
Instagram: @restauranteaugedabaiana
, , ,

O Dois Terços, site baiano de notícias LGBTQ+, completa dez anos em junho. O veículo, criado para dar visibilidade à comunidade LGBTQ+, interage com o público por meio de ações sociais e de militância.

Para comemorar o aniversário de dez anos, o Dois Terços realizará no dia 26 de junho, às 19h, no Café-Teatro Rubi, no Wish Hotel da Bahia, a entrega do ‘Troféu Dois Terços’, dedicado a autoridades e personalidades que contribuíram com o veículo e com a comunidade.

Genilson Coutinho, editor-chefe do veículo, afirma que é um momento de festejar e também de refletir diante do cenário político atual do Brasil.
                   
“Precisamos celebrar, sim, pois cada conquista em prol da comunidade LGBTQ+ tem que ser celebrada. Vamos somar nossa celebração aos 50 anos da revolta de Stonewall, marco na luta contra o preconceito e violência aos LGBTQ+. Mas o momento também é de reflexão diante de tanta insensibilidade e falta de respeito do governo com a nossa comunidade no nosso País”, declara Coutinho.

Sobre o Dois Terços

Ao longo destes dez anos, o site Dois Terços, além de visibilizar a causa na internet, também trouxe para o cenário soteropolitano temas importantes como o posicionamento sobre a valorização dos artistas transformistas, lançando em 2011 o espetáculo “Soul Transformista, Mereço Respeito”, que proporcionou pela primeira aos artistas transformistas o contato com os palcos dos teatros da cidade. Com essa iniciativa precursora outros espetáculos seguiram os passos do projeto, com elenco formado por transformistas apresentando o talento desses profissionais, que infelizmente, lutam pela valorização do seu trabalho com arte.

O Dois Terços também realizou o “Dois Terços de Prosa”, que debate temas diversos relacionados à comunidade. Em sua primeira edição, o projeto trouxe como tema “Meu filho é gay, e agora?”, lotando o Espaço Cultural da Barroquinha para debater o assunto com mães e militantes. Entre os temas abordados pelo projeto ganharam destaque transfobia e o LGBTQ+ portador de deficiência.

Escolas e universidades também foram e continuam sendo foco do veículo, com intuito de promover o debate e reduzir os preconceitos.

Nesta caminhada, prêmios e reconhecimentos foram oferecidos ao site que já conquistou o título de “Mídia LGBTQ+” pelo voto popular, homenagens pelos grupos LGBTQ+, como o prêmio oferecido pela Apae Salvador na passagem dos seus 50 anos, que concedeu o troféu na categoria de “Comunicação Cidadã”, ao lado dos principais veículos da cidade. O reconhecimento também vem de outros veículos de mídia, como o troféu oferecido pela Revista Nova Imagem.

Com presença nos principais eventos da cidade, o veículo lançou no Carnaval a campanha de incentivo ao uso da camisinha.

O Dois Terços percorreu o Brasil afora, cobrindo o Miss Brasil Gay Juiz de Fora, em Minas Gerais, concurso Victor-Victória, em Juazeiro, e paradas LGBTQ+ de Brasília, Paraíba e São Paulo, além da Bahia.