Últimas

,

O livro “O Diário de Davi: Preconceito racial, homofobia e bullying na escola”, do professor e escritor Silvano Sulzart, será lançado em Salvador, no próximo dia 6, durante a V Semana da Diversidade que antecede a 15ª Parada do Orgulho LGBT da Bahia. O lançamento acontece às 18h, na livraria LDM do Espaço Itaú de Cinemas (Cine Glauber Rocha, Praça Castro Alves, Centro), em parceria entre a editora CRV e o Grupo Gay da Bahia (GGB). Durante a noite de autógrafos, será realizado o debate “O que é a inclusão? – Diversidade sexual e de gênero nos Planos Estadual e Municipal de Educação”.
“O Diário de Davi” é uma obra literária que discute as múltiplas diferenças que nos constituem e a diversidade presente no universo escolar, através da história de um garoto de 12 anos, negro, que está acima do peso e que constantemente sofre bullying na escola. Em seu diário, Davi narra as suas angústias, o dia-a-dia da escola, sua amizade com João, um aluno cadeirante, e Telton Fradf, que sofre bullying homofóbico ao ser chamado de “mulherzinha” por seus colegas. A escola é o cenário desta história emocionante em que professores, alunos e pais se mobilizam para combater o bullying.
O livro aborda o bullying e suas variantes (o ciberbullying e o bullying homofóbico), a obesidade infantil, o preconceito racial e a inclusão escolar, de forma objetiva, tomando como base a Lei 13.185/2015, que institui o Programa de Combate à Intimidação Sistemática em todo o território nacional. Davi, em uma narrativa envolvente e singela, conta suas dores e dilemas. A história revela como a amizade vence o medo, e a ternura e o perdão fazem brotar esperança, sonhos e novas relações no espaço escolar.
A obra permite ao leitor identificar se filhos ou alunos estão sendo vítimas de bullying e ajuda a criar os meios para combatê-lo dentro e fora do espaço escolar. Além do GGB e da Editora CRV, seu lançamento em Salvador tem apoio da Associação dos Estudantes da Ilha de Itaparica (AEITA), da LDM – Livraria Multicampi, da Prefeitura Municipal de Vera Cruz, do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB-Sindicato) e dos sites Clipping LGBT e Dois Terços.
Sobre o autor

Silvano Sulzart é pedagogo formado pela Universidade do Estado da Bahia – UNEB, mestre em Educação e Contemporaneidade (PPGEDUC/UNEB) e especialista em Psicopedagogia, Gestão de Recursos Humanos, Letramento e Alfabetização. Possui artigos publicados sobre ludicidade, bullying na escola, coordenação pedagógica e diversidade cultural. É autor do Livro “Docência das Águas: Diversidade Cultural, Maritimidade e Travessias na Ilha de Itaparica”, publicado pela editora CRV. Gosta de ler, escrever e de compartilhar experiências. Mantém um blog, disponível aqui.
,

Em 2016, durante a 15ª Parada LGBT  da Bahia, um dos espaços mais celebrados e animados da cidade manterá viva a chama da celebração da diversidade. Localizada na tradicional Casa D’Itália, em pleno circuito do Carnaval, o camarote Maluf Eventos irá se transformar no metro quadrado mais colorido da Parada Gay, com uma área super ventilada, o camarote promete encantar baianos e turistas que preferem acompanhar o fervo com muito conforto.
O espaço é para aqueles que gostam apenas de olhar e não querem seguir atrás dos trios. O produtor de eventos Maluf revela que há mais de 10 anos o camarote tem sido ponto de encontro de amigos, que todos os anos estão lá para colocar o papo em dia entre um trio e outro.
“Pensamos muito na segurança e na diversão do nosso público, pois sabemos que temos um público fiel, que gosta de assistir a performance dos atores transformistas, ver os belos gogo boys , além de curtir a batida de grandes DJs do cenário baiano”, afirma Maluf, que não esconde a felicidade das vendas dos ingressos que tem crescido com a proximidade da festa.
Se você pensa que o camarote é um espaço apenas para os LGBTs está enganado, há um grande número de famílias que todos os anos vão curtir os shows e em alguns vão acompanhar seus filhos gays, rompendo a barreira do preconceito e dando prova de amor.
A movimentação no camarote tem início sempre às 13h e prossegue até às 22h, se transformando num grande after da Parada, com a presença de autoridades e artistas que vão a busca de diversão e conforto.
Evento: 15ª Parada LGBT da  Bahia
Data: 11  de setembro (domingo), a partir das 13h
Onde: Casa D’Italia
Atrações:
 DJ’s
Chiquinho
Leandro Fretz
Deejay  Dinho Secco

André Amorim
John Almeida
koky Santos.

Transformista:

DesiRée Beck
Valor: R$ 25 (antecipado) R$ 30 (no dia do evento)
Locais de Vendas:
Clube 11
José Duarte, 11 – Nazaré
Telefone: (71) 3321-4511
Horário: Aberto hoje · 15:00–23:00
Burlesque Bar
Rua da Mouraria, 51 – Nazaré

Telefone: (71) 3036-4908
,

O Musical Mamonas”, que relembra a vida dos cinco jovens que formaram a banda Mamonas Assassinas, chega a Salvador no dia 8 de outubro, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves (TCA).
O evento integra a programação do Catálogo Brasileiro de Teatro. Em uma carreira meteórica, o grupo ficou conhecido por sua irreverência, misturando o rock a letras bem-humoradas.
O texto do musical é escrito por Walter Daguerre e tem direção de José Possi Neto. Dinho,  Bento, Júlio, Samuel e Sergio são representados pelos atores Ruy Brissac, Yudi Tamashiro, Adriano Tunes, Elcio Bonazzi e Arthur Ienzura.
O espetáculo traz ao público de maneira despojada e alegre a trajetória da banda desde a sua formação como “Utopia”, até a transformação em “Mamonas Assassinas”, passando por todas as músicas do primeiro e único álbum de estúdio da banda até o apoteótico show no histórico “Thomeuzão, na cidade de Guarulhos (SP).
Com direção musical de Miguel Briamonte e coreografias de Vanessa Guillen, o musical traz também músicas de bandas que fizeram a cabeça dos cinco rapazes e marcaram a década de noventa, como Titãs, Legião Urbana e Engenheiros do Hawaii. Os ingressos estarão à venda a partir da terça-feira (23), nos postos SAC Barra e Bela Vista e no site Ingresso Rápido.
SERVIÇO
Espetáculo: O Musical Mamonas
Data: 8 de outubro; abertura dos portões às 17h e espetáculo, 19h
Local: Concha Acústica do Teatro Castro Alves
Telefone: (71) 4003.1212
Classificação Livre
Duração: 100 minutos

Valores: R$ 90,00 / 45,00 (1º Lote)
R$ 100,00 / 50,00 (2º Lote)

R$ 120,00 / 60,00 (3º Lote)