Últimas

10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo segue até hoje (30)



Quem ainda não pode prestigiar a 10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo, em Salvador, só tem até hoje (segunda, 30) para aproveitar. Em cartaz desde o dia 25, a Mostra já atraiu centenas de pessoas à Sala Walter da Silveira, na Biblioteca Pública dos Barris, durante os cinco dias que esteve em vigor.

 Destaque para a temática da Acessibilidade, que durante toda a programação desta tarde, serão exibidos alguns curtas, médias e longas que retratam este universo tão presente, mas ao mesmo tempo pouco valorizado em nossa sociedade.

 A primeira sessão se inicia às 14h pela Mostra Temática Criança e Adolescente, quando será exibido A Visita, que fala sobre a infância e a diversidade sexual. Logo após será a vez de Alma da Gente, sobre Direitos da criança e do adolescente / Inclusão social / Direito à cultura.

 A partir das 16h, ainda pela Mostra Temática Criança e Adolescente, será exibido Pele um Real, discutindo a infância / Direitos da população em situação de rua. Muito Além do Peso relata aspectos da Infância / Direito Humano à alimentação adequada.    

 A sessão das 18h traz pela Mostra Panorama o filme Submarino, sobre Direitos da população idosa / Diversidade sexual. Depois, Quando meus pais não estão em casa vem fomentar a discussão acerca da Inclusão Social / Direito ao trabalho decente.

                                             

A Mostra Panorama das 20h exibe Na Direção do Som, que aborda os Direitos das pessoas com deficiência. Ninguém Nasce no paraíso discute o Direito das Mulheres / Direito à saúde. O Direito da população afrodescendente vem representado pelo filme Felix, o herói da Barra.

 Toda a programação é gratuita e veicula em média 40 filmes, que são distribuídos em três Mostras: Homenagem, Panorama e Temática. Após Salvador, o evento segue por 26 capitais e o Distrito Federal até dezembro.

 A 10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo tem realização do Governo Federal, através do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos e da Secretaria Especial de Direitos Humanos, com produção do ICEM - Instituto Cultura em Movimento.

 

Programação:

 30 de novembro (segunda-feira)

 Sessão Acessibilidade 14h - Mostra Temática Criança e Adolescente

* A Visita (8´)  (Infância / Diversidade Sexual)                                

* Alma da Gente (83´) (Direitos da criança e do adolescente / Inclusão social / Direito à cultura)  

                                                                

Sessão Acessibilidade 16h - Mostra Temática Criança e Adolescente

*Pele um Real (15´) (Infância / Direitos da população em situação de rua)

*Muito Além do Peso (90´) (Infância / Direito Humano à alimentação adequada)    

Sessão 18h - Mostra Panorama

*Submarino (20´) (Direitos da população idosa / Diversidade sexual)

*Quando meus pais não estão em casa (99´) (Inclusão Social / Direito ao trabalho decente)                                                

Sessão 20h - Mostra Panorama

*Na Direção do Som (15´) (Direitos das pessoas com deficiência)

*Ninguém Nasce no paraíso (25´) (Direito das Mulheres / Direito à saúde)

*Felix, o herói da Barra (72´) (Direito da população afrodescendente)                                                                                                                                     

 Sinopses:

 A visita, de Leandro Corinto (Ficção / Brasil / 2014 / 8min.)

Sinopse: Matheus vive com seu tio Theo, a quem chama de pai. Seu pai biológico foi morar no exterior quando ele era muito pequeno, então ele sequer tem lembranças dele. Hoje, Matheus finalmente receberá a visita de seu verdadeiro pai, o que lhe trará alguns questionamentos e uma surpresa.

 Alma da Gente, de Helena Solbertg e David Meyer (Doc. / Brasil / 2013 / 83min.)

Sinopse: Um grupo de jovens da Zona Norte do Rio de Janeiro ensaia o último espetáculo do Corpo de Dança da Maré, coordenado pelo Coreógrafo Ivaldo Bertazzo. Filmado com um intervalo de dez anos, o documentário mostra os diferentes destinos dos personagens, marcados pela transformação através da arte.

 Pele um real, de Aline Guimarães (Ficção / Brasil / 2015 / 15min.)

Sinopse: Cinco adolescentes, vendedores ambulantes nos sinais do Rio de Janeiro, enfrentam uma realidade estampada no cenário da cidade e vista por muitos através das janelas de seus carros. Numa sobrevida de baixa perspectiva, Pele, o recém-chegado ao grupo, se apaixona por Iara, conhecida por todos pela sua simpatia.

Muito Além do Peso, de Estela Renner (Doc. / Brasil / 2012 / 90min.)

Sinopse: O filme mergulha no tema da obesidade infantil ao discutir porque 33% das crianças brasileiras pesam mais do que deviam. As respostas envolvem a indústria, a publicidade, o governo e a sociedade de modo geral.

 Submarino, de Rafael Aidar (Ficção / Brasil / 2014 / 20 min)

Sinopse: Dois anos após a morte do seu companheiro, Olavo vive isolado aos 85 anos. Na solidão do luto ele se aventura pelo mundo virtual, submergindo em uma grande fantasia entre os espaços públicos e privados da internet.

 Quando Meus Pais não estão em casa, de Anthony Chen (Ficção / Singapura / 2013 / 99min.)

Sinopse: A rotina da família Lim é modificada com a chegada de Terry, empregada doméstica que foi para a cidade sonhando com uma vida melhor. Encarregada de cuidar do filho do casal, ela desenvolve uma relação íntima com o menino.

 Na direção do Som, de Jonathan Gentil e Pedro Prado (Doc. / Brasil / 2013 / 15min.)

 Ninguém nasce no paraíso, de Alan Schvarsberg (Doc. / Brasil / 2015 / 25min.)

Sinopse: Em Fernando de Noronha, espécies em extinção encontram abrigo e políticas de preservação. Em contrapartida, a espécie humana encontra-se em extinção diante da atual proibição do nascimento na ilha, quando as gestantes são expulsas aos sete meses de gravidez e forçadas a deixar suas casas rumo a Recife ou Natal.

 Félix, o herói da Barra, de Edson Fogaça (Doc / Brasil / 2015 / 72 min.)

Sinopse: Félix, herói fundador da comunidade de Barra de Aroeira (TO), seria um ex-escravo que teria lutado na guerra do Paraguai e recebido de D. Pedro II uma grande extensão de terras pela sua atuação no conflito. A perda do documento real gerou um conflito, pela posse das terras que já dura mais de 50 anos.

 Serviço:

Encerramento da 10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo

Local:  Biblioteca Pública dos Barris, Sala Walter da Silveira

Endereço: Rua General Labatut, 27, Subsolo, Barris - Salvador

Data: 30 de novembro (segunda-feira)

Horário: A partir das 14h

Ingressos: Grátis

Comentários