Últimas

Seis jovens foram condenadas no Marrocos a três anos de prisão por serem homossexuais


O Marrocos surpreende o mundo mais uma vez ao apresentar leis severas para os homossexuais. O país sempre foi visto como oásis para escritores gays como Oscar Wilde e Jean Genet, ostentando a fama de ser um dos países árabes mais liberais há séculos. Na última segunda-feira (12) seis homens foram condenados por crime de homossexualidade, incentivo à prostituição e embriaguez em público, a prisão entre um e três anos cada. A sentença foi decretada pelo tribunal de Faqih Bensalah, na capital do país, Rabat.

A sentença também prevê que eles nunca mais poderão retornar à cidade. Em abril deste ano, o responsável pela acusação, apontou os outros cinco homens de incentivarem o seu filho de 19 anos a se tornar gay. Todos os seis foram presos em 17 de abril.

Foto: Getty Images

Comentários