Últimas

Litoral baiano tem praias deslumbrantes e lugares onde gays podem se sentir muito à vontade


O litoral da Bahia é um cenário à parte entre as belas paisagens que definem o território brasileiro. Caracterizado por praias concorridas, coqueirais abundantes e vistas dignas de cartão postal, os points mais descolados dessa região são também super friendly. Perfeitos para você passar suas férias e curtir a temporada mais quente do ano. Fizemos um roteiro com dicas e lugares bacanas para você se achar nas praias baianas. Arrume as malas e aproveite!

Salvador
Na capital baiana, a praia do Porto da Barra, com suas areias democráticas frequentadas por todas as tribos, continua sendo o ponto da efervescência gay. Por lá, é possível ver casais, grupos animados de bi, lésbicas, barbies e teens, além de rapazes atléticos exibindo muita disposição em partidas de futevôlei e frescobol. As tardes de sábado fervem e se você gosta de movimentação, este é o lugar.

O clima de paquera é grande na areia e nas imediações do Forte São Diogo e do Instituto Mauá, próximos à praia. Com sorte, dá para emendar o agito e sair direto para o beco da Off,  onde a badalação começa a acontecer a partir das 20h, com creperias e bares funcionando como chill in para a famosa boate gay existente no local.

Seguindo pela orla, outra praia friendly é a do Buracão, no boêmio bairro do Rio Vermelho. Localizada numa rua sem saída, é meio escondida, reservada e frequentada por gente alternativa e simpatizante. Não costuma lotar e, esporadicamente, serve como palco de festas descoladas à noite.

Morro de São Paulo
Ocupando a borda sul da Baía de Todos os Santos, a ilha possui praias denominadas conforme a numeração. A Primeira é frequentada por moradores e suas famílias, e da Quarta em diante estão os chamados refúgios ecológicos, próprios para quem busca relaxamento e total sintonia com a natureza. O agito friendly acontece na Segunda Praia, onde rolam muitas festas nos fins de semana durante todo o dia e o som de música eletrônica embala a curtição.

É esta praia que recebe o já conhecido e disputado Festival da Primavera, realizado regularmente no feriado da Proclamação da República, e que foi palco em 2012 do primeiro weekend inteiramente gay na região, o Love Paradise. Para os mais aventureiros, a ilha reserva ainda um mirante para a prática da tirolesa. São 340m de comprimento partindo do alto de um farol até a Primeira Praia: muita emoção para quem gosta de adrenalina.

Itacaré
Já imaginou praias com águas cristalinas, areias alvas e surfistas de todas as partes do mundo? As praias de Itacaré reservam tudo isso. Destaque para a praia do Resende e a Tiririca, as primeiras no chamado Caminho das Praias, logo após a região central da cidade conhecida como Pituba. Ambas são bastante movimentadas, mas o agito mesmo fica concentrado na Tiririca, principal point de surfe em Itacaré.

No mar, rapazes disputam as melhores ondas, enquanto na areia, a animação rola solta, com muita gente jovem, bonita e bem disposta. Quem gosta de trilhas, pode se aventurar também nos passeios guiados pelas matas da região ou em tours de bike coordenadas por agências de turismo locais. Vale a pena conhecer a chamada Trilha da Prainha, que está situada no início da praia da Ribeira. À noite, o fervo acontece no Beco das Flores, no centro da cidade. O lugar é descolado e reúne tanto turistas quanto a comunidade gay local.

Trancoso
Situada ao sul de Salvador, a 40km pela estrada de Porto Seguro, é uma das localidades mais exclusivas do litoral baiano, marcada pela presença de pousadas de luxo e casas de veraneio de gente famosa, artistas e socialites.  A este glamour, adicione o charme da vila de pescadores e a beleza exuberante das praias com areia branquíssima e mar azul-turquesa. As praias dos Nativos, dos Coqueiros, do Rio Verde e do Espelho são visitas obrigatórias. Mas se tiver fôlego, vale caminhar até praias mais afastadas, que funcionam como verdadeiros refúgios privativos, perfeitos para um passeio a dois.

À noite, o epicentro da badalação é o chamado Quadrado Histórico, onde tudo pode acontecer. O lugar de fato é um caldeirão cultural e serve como ponto de encontro da galera, que chega no fim da tarde para assistir às rodas de capoeira formadas no local e depois emenda numa vibe mais agitada em alguma das casas noturnas da redondeza. Destaque para as discotecas Para-Raio, com DJs de várias partes do mundo, e São Brás, onde ritmos regionais como o forró dão o tom.

Como chegar
Em Morro – Partindo de Salvador, a melhor forma é pegar um catamarã no terminal marítimo em frente ao Mercado Modelo. A travessia dura em média duas horas e meia.

Em Itacaré – Algumas companhias aéreas operam em São Paulo com destino ao Aeroporto de Ilhéus, no sul da Bahia. De Ilhéus para o paraíso do surfe, a viagem dura aproximadamente duas horas. Saindo de Salvador, uma opção é fazer a travessia de ferry-boat para Bom Despacho, na ilha de Itaparica. De lá, saem ônibus em direção a Itacaré todos os dias.

Em Trancoso – Nos terminais rodoviários de São Paulo e Salvador, há ônibus que saem em direção a Porto Seguro, de onde se pode chegar até Trancoso. Você também pode pegar um avião com escala no Aeroporto de Porto Seguro e economizar tempo.

Comentários