Últimas

Mostra de teatro gratuito acontece até Sexta-feira 11, em Salvador; confira a programação


O projeto Es Em Cena aporta na capital baiana de 7 a 11 de outubro, com as atividades realizadas no Teatro Jorge Amado, Pituba. Na programação, será possível assistir a espetáculos teatrais capixabas e ainda participar de debates com os artistas envolvidos, onde serão apresentados o histórico de cada grupo participante e reflexões sobre os processos de criação de suas obras. Todos os espetáculos são gratuitos, com retirada de ingressos na bilheteria do teatro (sujeito à lotação do espaço). Mais informações: (71) 3525-9720.
O Es Em Cena, por meio de uma série de espetáculos teatrais, tem por objetivo principal difundir as iniciativas culturais de artistas do estado do Espírito Santo em âmbito nacional; constitui-se de uma “Mostra Teatral Capixaba” em 7 dos principais estados brasileiros. Os espetáculos integrantes do projeto foram selecionados através de uma curadoria, estabelecida em uma parceria da Secult (Secretaria de Cultura do Estado do Espírito Santo) com a WB Produções. Foram contemplados, para a 1ª edição do projeto, 5 espetáculos, de companhias teatrais diferentes.
Com uma peça por dia, cada uma das cidades receberá uma mostra de espetáculos e logo após as apresentações, acontecerão os debates com os atores que falarão sobre o grupo e sobre a concepção do espetáculo. O objetivo dessa iniciativa é estimular e valorizar a produção cultural do ES, fortalecendo, assim, em outros estados, o Teatro Capixaba. Com isso, será oportunizada, às peças capixabas, que pouco excursionam pelo país, a possibilidade de se apresentarem em turnê. Dessa forma, o projeto almeja propagar a identidade cultural do Estado do Espírito Santo.
Com o patrocínio do Ministério da Cultura e o apoio da SECULT (Secretaria de Cultura do Espírito Santo) e do Instituto Sincades, o Festival depois de Salvador segue para mais seis capitais brasileiras: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Brasília e São Luiz.
Programação
Terça-feira (8)
“Insone”, Grupo Z
Em “Insone”, o Grupo Z de Teatro dá prosseguimento às suas investigações acerca dos três eixos que norteiam seu trabalho: o desenvolvimento de dramaturgia própria, o corpo como instrumento de criação, o uso de espaços diversos. O espetáculo se utiliza da linguagem da dança-teatro.
Quarta-feira (9), 21h
“Estórias de um povo de lá”, Grupo Gota, Pó e Poeira
Livremente inspirado nos contos de Guimarães Rosa, o espetáculo retrata histórias de pessoas que podem estar aqui e lá em seus anseios, obstáculos, religiosidade e esperanças. “Estórias de um povo de lá” apresenta logo em sua abertura um prólogo com fragmentos de textos que contemplam o universo de Guimarães Rosa, seguindo depois para três pequenas histórias.
Quinta-feira (10), 21h
“Mephisto”, Cia Teatro Urgente
Artista vive a tragédia de vender a cabeça para o Estado. Cenas de teatro-dança e vídeo mapping em “live performance” que fazem referência às obras: “Mephisto”, de Klaus Mann, “Fausto”, de Goethe, e à coreografia homônima de Magno Godoy (1987).
Sexta-feira (11), 21h
“O Pastelão e a Torta”, Grupo Folgazões
A peça, uma farsa medieval encenada utilizando-se da linguagem de commedia dell’arte, traz no elenco os atores Wyller Villaças, Vanessa Darmani, Duílio Kuster e Foca Magalhães. A obra adaptada é dirigida coletivamente pelos integrantes, com enredo que narra as aventuras e desventuras de dois mendigos, Julião e Balandrot, em busca de um suculento pastel e de uma apetitosa torta que são vistos na janela do casal de pasteleiros Joaquim e Marieta. Esta montagem já foi encenada em festivais nacionais e internacionais. Em agosto deste ano, representou o Brasil em dois festivais latino-americanos de teatro realizados na Colômbia.
Foto: Genilson Coutinho

Comentários