Últimas

Espetáculo O Filho Eterno estreia na Caixa Cultural Salvador


A CAIXA Cultural Salvador apresenta, sexta-feira (26) e sábado (27), às 20h, e domingo (28), às 19h, o espetáculo O filho eterno. Dirigido por Daniel Herz, o monólogo é uma adaptação do best-seller homônimo de Cristóvão Tezza, vencedor dos prêmios Jabuti, APCA e BRAVO!. A peça trata dos conflitos de um homem após o nascimento do filho com Síndrome de Down. O ingresso deve ser trocado por 1 kg de alimento não perecível, a partir das 14h do dia do espetáculo, na bilheteria da CAIXA Cultural Salvador. As apresentações têm patrocínio da Caixa Econômica Federal e do Governo Federal.

A montagem do texto partiu da vontade do ator Charles Fricks de encarar o desafio de entrar em cena sozinho. “Sempre estive em cena com vários atores. Fiquei curioso pra descobrir qual o prazer de se estar, aparentemente, sozinho num palco”, explica Charles. Foi um amigo que lhe deu a ideia de adaptar O filho eterno para o teatro. “Achava que, pra estar sozinho num palco toda noite, teria que encontrar uma história que me movesse, que me fizesse querer contar aquilo toda noite. O filho eterno fala sobre a nossa intolerância, a nossa dificuldade em aceitar o diferente. E o faz de uma forma aberta, crua e delicada. Isso me comoveu.” O trabalho rendeu ao ator os prêmios Shell e APTR.

A adaptação do romance de Cristóvão Tezza para o teatro foi feita por Bruno Lara Resende. Num trabalho que durou quase um ano, Lara Resende optou por verticalizar a relação entre pai e filho. “A intenção foi preservar a qualidade literária do texto e ser fiel ao espírito do personagem, a despeito dos inevitáveis cortes e das mínimas alterações destinados a imprimir teatralidade à narrativa. A grande dificuldade foi exatamente ter de sacrificar tanto do livro e não perder a riqueza e poesia do original”, conta.

Diretor da Cia Atores de Laura e do espetáculo O filho eterno, Daniel Herz destaca a relação delicada entre pai e filho: “Muito mais do que a relação de um pai que tem de lidar com o filho, que nasce inesperadamente com Síndrome de Down, a história narra as dificuldades da paternidade, o saber lidar com o fato de que você não é mais o centro do mundo. A síndrome é só uma síntese dessas inúmeras dificuldades”, explica.

Serviço:
Espetáculo teatral O filho eterno
Local: CAIXA Cultural Salvador – Rua Carlos Gomes, 57, Centro. Estacionamento gratuito ao lado
Data: De 26 a 28 de julho de 2013 (sexta-feira a domingo)
Hora: Sexta-feira e sábado, às 20h; domingo, às 19h
Informações: 71 3421-4200
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos
Ingressos: 1 kg de alimento não perecível, trocado a partir das 14h do dia da apresentação
Lotação: 80 lugares
Acesso para pessoas com deficiência

Comentários