Últimas

Manifestações tradicionais baterão um bolão no Pelourinho durante a Copa das Confederações


A partir de hoje (14), baianos e turistas que estiverem em Salvador durante a Copa das Confederações terão atrações a mais para se divertir. Além do futebol, que será o grande anfitrião durante os jogos, o público poderá contar com a programação cultural promovida pelo Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), órgão da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), especialmente para o período.

Entre os dias 14 e 29 de junho, apresentações artísticas da capital e do interior do Estado promoverão uma grande miscelânea cultural nas ruas do Centro Histórico. Bonecos Mamulengos, fanfarras, marujadas, grupos de capoeira e de samba do Recôncavo serão alguns dos atrativos que prometem agitar o Pelourinho durante as comemorações.

A programação começa HOJE (14), a partir das 17h, com o Encontro de Cheganças de Mouros e Marujadas, que levará para as ruas do Pelô atrações como Zezinho Aboiador (Curaçá), os repentistas Paraíba da Viola e Antônio Queiroz (Coité e Serrinha) - poetas populares, autênticos repentistas e cordelistas que retratam em suas rimas histórias de vida do povo nordestino-, os famosos e alegres Bonecos Mamulengos - que enchem de cor os festejos populares no Pelourinho-, a banda Pífanos Madrinha Dodó (Santa Brígida), as cheganças Feminina Barca Nova (Saubara) e Moura de Arembepe (Camaçari), as marujadas de Curaçá (Curaçá) e dos Negritos de São Benedito (Prado) e os Mouros e Cristãos (Caravelas), um auto popular originado de dança portuguesa muito conhecida no Brasil desde o século XVIII.



Na terça-feira (18) será a vez das atrações do Encontro de Grupos Mascarados levarem cores e muita alegria para o Centro Histórico. Além dos repentistas Paraíba da Viola e Antônio Queiroz e dos Bonecos Mamulengos, a preservação da cultura e dos costumes africanos marcarão presença na programação com as apresentações dos grupos Zambiapunga (Nilo Peçanha) e das Caretas e Bombachos do Acupe de Santo Amaro. A zambiapunga é uma manifestação tradicional de origem africana que veio para a Bahia com os negros bantos da região Congo – Angola - ainda na época do Brasil colonial. Já as Caretas do Acupe são um grupo de mascarados que saem às ruas todos os domingos do mês de julho, emitindo sons fortes. A tradição é cultivada no engenho do antigo Acupe, hoje Acupe Velho, desde meados do século XIX. Nessa mesma localidade encontram-se os Bombachos, mascarados que se cobrem com vários lençóis, costurados uns nos outros. A programação do dia 18 de junho ainda contará com os Mandus e Cabeçorras de Cachoeira e com um grupo de Caretagem de Bom Jesus da Lapa.



No dia 21, véspera do grande jogo entre Brasil e Itália, os Encontros de Sambas de Roda e Chula, e de Capoeira e Maculelê serão a bola da vez no Pelourinho. Samba de Lata de Tijuaçu (Senhor do Bonfim), Samba e Maculelê Raízes de Santo Amaro, Barquinha de Bom Jesus dos Pobres (Saubara) e a Orquestra de Berimbaus serão algumas das atrações da noite, que ainda contará com as apresentações de capoeira dos grupos de Mestre Curió e do Mestre Bimba, e das Sambadeiras de Mutá (Jaguaripe).

No dia 29, último dia da programação do projeto ‘Cultura na Copa’, será realizado o Encontro de Grupos de Manifestações de Raízes Brasileiras com as Burrinhas de Taperoá, grupo Rancho de Boi – auto em homenagem aos Santos Reis, unindo a temática dos reisados ao auto do Bumba-Meu-Boi -, grupo Terno de Flores (Vera Cruz), Terno dos Três Reis Magos (Lençois), Congos e Reinado (Cairu), Negros Africanos (Belmonte), Afoxé Filhos de Gandhy e Zambumba Kaimbé (Euclides da Cunha).

Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) - órgão da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult/BA) encarregado de fomentar e promover as manifestações culturais populares que fortalecem a identidade do Estado da Bahia. As políticas do CCPI se orientam de acordo pelo alinhamento do Governo do Estado com o pensamento contemporâneo da Unesco e do Ministério da Cultura de promoção de políticas públicas voltadas para as culturas populares e identitárias.


Serviço


O quê: Encontro de Cheganças de Mouros e Marujadas
Atrações: Zezinho Aboiador (Curaçá), Paraíba da Viola e Antônio Queiroz, Bonecos Mamulengos, Pífanos Madrinha Dodó, Cheganças Feminina Barca Nova (Saubara) e Moura de Arembepe, Marujadas de Curaçá, dos Negritos de São Benedito, Mouros e Cristãos.
Onde: ruas do Pelourinho e Praça do Artesanato
Quando: HOJE (14h às 17h
Quanto: entrada franca

O quê: Encontro de Grupos Mascarados
Atrações: Paraíba da Viola e Antônio Queiroz, Bonecos Mamulengos, Zambiapunga, Caretas e Bombachos do Acupe, Mandus e Cabeçorras de Cachoeira,  e grupo de Caretagem de Bom Jesus da Lapa
Onde: ruas do Pelourinho e Praça do Artesanato
Quando: 18 de junho às 17h
Quanto: entrada franca

O quê: Encontros de Sambas de Roda e Chula, e de Capoeira e Maculelê Atrações: Samba de Lata de Tijuaçu, Samba e Maculelê Raízes de Santo Amaro, Barquinha de Bom Jesus dos Pobres, Orquestra de Berimbaus, capoeira dos grupos de Mestre Curió e do Mestre Bimba, Sambadeiras de Mutá, Paraíba da Viola e Antônio Queiroz e Bonecos Mamulengos.
Onde: ruas do Pelourinho e Praça do Artesanato
Quando: 21 de junho às 17h
Quanto: entrada franca

O quê: Encontro de Grupos de Manifestações de Raízes Brasileiras
Atrações: Burrinhas de Taperoá, Rancho de Boi, Terno de Flores, Terno dos Três Reis Magos, Congos e Reinado, Negros Africanos, Afoxé Filhos de Gandhy, Zambumba Kaimbé, Paraíba da Viola e Antônio Queiroz e Bonecos Mamulengos.
Onde: ruas do Pelourinho e Praça do Artesanato
Quando: 29 de junho às 17h
Quanto: entrada franca

Comentários