Últimas

Programação do Mês de Combate a homofobia é lançada em Salvador;confira a programação


Seminário, exposição fotográfica e debates sobre o universo LGBT e combate à homofobia integram a programação oficial do Mês de Combate à Homofobia, lançado em Salvador na manhã da última terça-feira, 29 de abril, na Secretaria de Justiça e Direitos Humanos. O Mês foi construído em parceria com a militância baiana, UNEB e com o apoio do site Dois Terços.

Intitulado de “Maio da Diversidade LGBT”, o projeto terá cerca de 100 eventos. As atividades serão desenvolvidas em Salvador e no interior do Estado e têm como ponto alto o dia 17 de maio, Dia Mundial de Luta contra a Homofobia.

Autoridades, imprensa e militantes marcaram presença em um dos eventos mais aguardados pela comunidade LGBT, que vinha sendo construído há cerca de dois meses com objetivo de trazer para sociedade debates com eixos temáticos na cidadania, direitos e lutas dos LGBT, transformando a programação em uma das maiores agendas da militância no Brasil.

Durante o lançamento, os convidados puderam apreciar uma exposição de cartazes das entidades contando a história de cada instituição e suas lutas. Após as apresentações do Grupo de Dança e Arte do Nordeste de Amaralina, os convidados foram recebidos no auditório, onde a solenidade ganhou brilho durante a performance das estrelas Dion Santiago e Marina Garlen, bastante aplaudidas pelo público.

Depois das apresentações de boas vindas, abrindo a plenária para as autoridades presentes na cerimônia de abertura do mês da diversidade LGBT, o superintendente de apoio aos Direitos Humanos, Ailton Ferreira, iniciou sua fala demonstrando apoio aos artistas e salientou a importância da programação construída pela comunidade LGBT. Ele não escondeu sua preocupação com a crescente onda de violência contra os LGBT em Salvador.

“Frequentemente vemos ataques aos homossexuais, agressões físicas, verbais e outros. Não sei se a terminologia correta é dizer que um dia eles serão vistos como ‘normais’, mas a tendência é que sejam compreendidos e respeitados, independente de seus desejos e formas de amar”, desabafou ele.

A programação pode ser conferida clicando aqui 

Comentários