Últimas

Ilê Aiyê grava seu primeiro DVD na Concha Acústica do TCA, com patrocínio do Programa Natura Musical



Primeiro bloco afro a desfilar no Carnaval de Salvador, o Ilê Aiyê se prepara para gravar o seu primeiro DVD, registrando em imagens e canções a tradição, energia e história que marcam sua trajetória na cultura negra baiana e brasileira. A gravação acontecerá no dia 31 de janeiro, a partir das 18 horas, no palco da Concha Acústica do Teatro Castro Alves, no Campo Grande. O projeto é parte dos eventos comemorativos dos 40 anos de vida do Mais Belo dos Belos, que transcorrem em 2013. O patrocínio do DVD é do Natura Musical, por meio do Edital Bahia, e Governo do Estado da Bahia/ Fazcultura, com administração da Caderno 2 Produções e coordenação da Trevo Produções. Os ingressos custam R$30 (inteira) e R$15 (meia) e podem ser adquiridos nas bilheterias do TCA e SAC’s dos shoppings Iguatemi e Barra.

Nomes de peso estarão entre os convidados do show comandado pela Band'Aiyê, a banda do Ilê, e rodeada pelos percussionistas e dançarinos do Pérola Negra. Entre as participações especiais, estarão Daniela Mercury, Carlinhos Brown, Margareth Menezes, Lazinho do Olodum, Beto Jamaica e Baragadá, todos cantando canções eternizadas no repertório do grupo.

O primeiro DVD do Ilê também terá a assinatura de profissionais renomados.Como diretor musical, o músico e produtor norte-americano Arto Lindsay, que já fez outras parcerias com o bloco, como na gravação do CD "IV Canto Negro", em 1998. Na direção de imagens, o diretor e fotógrafo brasileiro Pico Garcez, que tem no currículo desde vídeoclipes, curtas e peças publicitárias até trabalhos com estrelas baianas, como Claudia Leitte, Durval Lelys e Margareth Menezes.

Participações especiais
Algumas das canções do setlist que será apresentado na Concha Acústica – entre 14 e 18 músicas no total – já foram definidas. Mãe das Águas terá a participação de Margareth Menezes. Pérola Negra, música que se tornou ícone do Ilê, contará com a interpretação marcante de Daniela Mercury. Já Depois que o Ilê Passar deve ser cantada por todos os convidados juntos.

"Essas participações vão abrilhantar a nossa festa. Convidamos parceiros, artistas que se identificam conosco e fazem parte da história do bloco. Mas esses não são os únicos", explica Antonio Carlos Vovô, presidente do Ilê Aiyê, deixando um espaço para outras surpresas. O dirigente acrescenta que, além do show de 31 de janeiro, o DVD trará um apanhado histórico das quatro décadas de existência do Ilê. Nos extras, eventos tradicionais como a Noite da Beleza Negra, que já teve sua edição em 2013, e a famosa Saída do Ilê, no sábado de Carnaval, pelas ruas do Curuzu/Liberdade, terão seu espaço.

Falando sobre o significado do projeto, Vovô ressalta: “É um registro muito importante de um bloco afro que faz parte da cultura da Bahia e do Brasil. É uma conquista que vai marcar a nossa história”.

Para Karen Cavalcanti, gerente de marketing institucional da Natura, o edital regional Bahia do Natura Musical selecionou artistas inovadores da cena alternativa, mas também a tradição da música baiana. “O Natura Musical é um programa de valorização da música brasileira, em que buscamos resgatar as tradições, apostar em novos talentos e reverenciar nomes consagrados”, explica. “Por isso, é um orgulho fazer parte de um projeto que celebra os 40 anos do Ilê-Ayê, que representa muito para a história cultural da Bahia e do Brasil.” Além do Ilê, no edital regional da Bahia, a Natura também patrocina os músicos Márcia Castro, Russo Passapusso, Marcela Bellas e o festival de documentários musicais IN-Edit Bahia.

Comentários