Últimas

Últimos dias: exposição Condenados fica em cartaz até 16 de novembro


  
       O público tem até o dia 16 de novembro para conferir a exposição internacional “Condenados – no meu país, minha sexualidade é um crime”, do jornalista e fotógrafo francês Philippe Castetbon. O artista aborda o respeito aos direitos humanos e o combate à homofobia através de 50 autorretratos de homens gays que vivem em países onde a homossexualidade é criminalizada. A exposição está em cartaz no Centro Cultural Correios, no Pelourinho. O acesso é gratuito e permitido de segunda a sexta, das 10 às 18 horas, e no sábado, das 8 às 12 horas. Um livro, que leva o nome da mostra, reunindo imagens e depoimentos de todos os envolvidos no trabalho, está sendo distribuído gratuitamente no local.
A exposição traz à tona uma reflexão sobre a situação da criminalização da homossexualidade no mundo: cerca de 80 países condenam as minorias sexuais; em algumas dessas nações, a homossexualidade pode levar à pena de morte – como é o caso do Irã, onde a morte é a punição para os homossexuais que forem adultos, em bom estado de sanidade física e mental e agindo em livre arbítrio. “Eu não sou um ser humano como vocês? Eu tenho que destruir o muro principal se eu quiser destruir a minha prisão, pois estou preso atrás de um único obstáculo: a religião. Eu sou um iraniano gay”, questiona A., 38 anos, em seu depoimento.


SERVIÇO:
Exposição “Condenados – no meu país, minha sexualidade é um crime”
Local: Centro Cultural Correios Salvador - Praça Anchieta, nº 20 – Pelourinho – Centro Histórico de Salvador (BA)
Horário: de segunda a sexta, das 10 às 18 horas; sábado, das 8 às 12 horas
Entrada: franca
Recomendação etária: 14 anos
Visitação: de 4 de outubro a 16 de novembro de 2012

Comentários