Últimas

Solteira, Maria Paula espera por sua alma gêmea



Solteira, Maria Paula espera por sua alma gêmea: 'Sei que vou encontrar'
No ar como a Bárbara, de 'Malhação', atriz fala sobre as transformações do corpo e da mente após os 40 anos: 'A vida tem perdas e ganhos'.
Atriz, apresentadora, escritora, psicóloga... São muitas definições possíveis ao se falar de Maria Paula. Aos 41 anos, a mãe de Maria Luiza, de 8 anos, e Felipe, de 4 - frutos de seu casamento com o músico João Suplicy - atualmente tem se dedicado à função de atriz, como a arquiteta Bárbara, em “Malhação”. Mas a ex-Casseta - como ficou conhecida por conta dos 17 anos dedicados ao humorístico do "Casseta e Planeta" - ainda quer ter um programa próprio, para extravasar o seu lado apresentadora. "Tenho uma fluência verbal diante da câmera que não pode ser desperdiçada. Mas estou muito feliz fazendo este trabalho, está sendo um sopro de alegria fazer algo novo", afirma a atriz, que ainda este ano estará nas telas de cinema ao lado de Ingrid Guimarães no filme "De Pernas pro Ar 2", rodado durante uma semana em Nova York.
Solteira, após um relacionamento de três meses com o ator Marcos Palmeira - que chegou ao fim em outubro deste ano -, Maria Paula mantém a discrição ao ser questionada sobre o ex. “Não tenho nada a dizer sobre isso”, desconversa ela. Mas a atriz avisa que não desistiu de encontrar a sua cara metade. “Sou uma romântica inveterada. Ainda quero encontrar alguém para ficar ao meu lado a vida inteira, para ser meu parceiro. Alguém que me entenda, que me acolha, que me ame... E a quem eu possa entender, acolher e amar. Tenho esse desejo e sei que vou encontrar a minha alma gêmea”, revela, em entrevista ao EGO. Veja mais:
Solteira e feliz
Enquanto a alma gêmea não chega, Maria Paula curte a solteirice e festeja a boa fase. "Minha vida está perfeita, não tenho do que reclamar. Estou bem solteira e não estou à procura de um namorado. Mas se a minha alma gêmea aparecer, será a cereja do bolo", diz ela.
Apesar da personalidade forte e do jeito independente, Maria Paula garante que não intimida os pretendentes: "Os homens costumam ser respeitosos quando se aproximam. Sou uma mulher moderna, independente, mas acho que isso não assusta. Pelo contrário, acredito que quanto mais feliz a mulher está, com a autoestima boa, atrai mais pessoas para perto. Só que tento ser discreta nas minhas relações, mas não tem jeito, uma hora acabam descobrindo (risos)." Veja a entrevista completa aqui 

Comentários