Últimas

Museus do IPAC irão funcionar no Dia de Finados



Na próxima sexta-feira 02, Dia de Finados, os espaços vinculados à Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (DIMUS/IPAC), unidade da Secretaria de Cultura do Estado, irão funcionar normalmente. O público pode aproveitar o feriado para conferir gratuitamente uma série de exposições, dentre elas a mostra Toque de Luz – Um novo olhar sobre a obra de Udo Knoff, em cartaz no Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica, e a exposição de Arte Africana – Coleção Claudio Masella, em exibição no Solar Ferrão. 

Para quem vai passar o feriado no bairro de Itapuã, uma ótima dica é conhecer a mostra de Instrumentos Musicais Tradicionais Emília Biancardi, aberta a visitação na Casa da Música até o dia 06 de novembro. A mostra exibe cerca de 40 instrumentos de corda, sopro e percussão que integram a Coleção de Instrumentos Musicais Tradicionais Emília Biancardi, composta por mais de mil peças vindas de cinco diferentes continentes, reunido durante anos de turnês nacionais e internacionais da etnomusicóloga. A programação completa está disponível no blog dimusbahia.wordpress.com.

Museu de Arte Moderna da Bahia, Museu de Arte da Bahia e Palacete das Artes Rodin Bahia funcionam de terça a sexta, das 13h às 19h, e sábados, domingos e feriados, das 14h às 19h. Museu Tempostal, Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica e Solar Ferrão ficam abertos à visitação de terça a sexta, das 12h às 18h, e sábados, domingos e feriados, das 12h às 17h. Já o Parque Histórico Castro Alves recebe visitantes de terça a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 17h, e sábados, domingos e feriados, das 9h às 14h.

PROGRAMAÇÃO DOS MUSEUS

 

Museu de Arte da Bahia


ACERVO DO MUSEU
O Museu de Arte da Bahia, o mais antigo do Estado, fundado em 1918, possui um acervo de inestimável valor artístico e histórico que, através das mais variadas manifestações de arte, deixa entrever aspectos significativos do passado de uma sociedade, do seu cotidiano, dos seus gostos e dos seus valores. O acervo do MAB foi constituído, essencialmente, pela reunião de duas grandes coleções privadas adquiridas pelo Estado: a de Jonathas Abbott e a de Góes Calmon.

Onde: Av. Sete de Setembro, 2340, Corredor da Vitória.
Quando: terça a sexta, das 13h às 19h. Sábados, domingos e feriados, das 14h às 19h.
Tel:  (71) 3117-6902.

Museu de Arte Moderna da Bahia


JORGE AMADO E UNIVERSAL
A mostra integra as comemorações pelo centenário de nascimento do escritor baiano e é uma oportunidade para o público mergulhar em um vasto repertório de conteúdos sobre o homem, o escritor e sua obra. Através de fotografias, objetos, folhetos de cordel, filmes, entre outros itens, a mostra apresenta diversos aspectos sobre Jorge Amado. Seus personagens, sua faceta política, a malandragem e sexualidade presente em seus textos e depoimentos de amigos, artistas e críticos são destaques na exposição que fica em cartaz até 18 de novembro.  

Onde: Av. Contorno, s/n, Solar do Unhão.                                                                                                                    Quando: terça a sexta, das 13h às 19h. Sábados, domingos e feriados, das 14h às 19h.                                Tel:  (71) 3117-6139.

Museu Tempostal


PELOURINHO – UM CARTÃO-POSTAL DA BAHIA
A mostra, composta por postais, fotografias e vídeos, apresenta as mudanças sofridas no Pelourinho com o passar do tempo e traz uma reflexão sobre patrimônio cultural como produto do homem e de suas relações políticas, sociais e econômicas. São 150 imagens, entre peças do próprio acervo do Museu Tempostal e postais e fotografias cedidos por diversas instituições.

PELOS CAMINHOS DE SALVADOR
A exposição retrata parte da urbanização, crescimento e modernização da capital baiana. A mostra constitui um grande apanhado de imagens e fotografias que retratam as diversas transformações ocorridas no tecido urbano da cidade, iniciadas em fins do século XIX.  Através de uma leitura histórica, é possível conferir, também, as mudanças nos hábitos e costumes ligados à vida cotidiana.

BAHIA – LITORAL E SERTÃO
A mostra apresenta a relação econômica e social desenvolvida entre duas regiões distintas da Bahia através de registros de imagens. Fotografias e postais, datadas do início do século XX, de diferentes cidades do interior do Estado, revelam a importância da nossa formação geopolítica, ressaltando o impacto da exploração colonial, do povoamento heterogêneo, e a pluralidade de atividades econômicas exercidas tanto na região litorânea quanto no sertão.

Onde: Rua Gregório de Matos, 33, Pelourinho, Salvador.
Quando: terça a sexta, das 12h às 18h. Sábados e domingos e feriados, das 12h às 17h.
Tel:  (71) 3117-6383.

 

Museu  Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica


TOQUE DE LUZ – UM NOVO OLHAR SOBRE A OBRA DE UDO KNOFF
A mostra apresenta cerca de 30 obras, dentre azulejos relevados, medalhões e objetos tridimensionais como vasos, jarros e garrafas com distintas formas e texturas, além de instrumentos utilizados pelo artista na produção de suas obras. O público alvo da exposição são as pessoas com deficiência visual. Nessa nova leitura do acervo pertencente ao museu, o visitante cego ou com baixa visão, pode sentir as diversas formas e texturas encontradas nas distintas obras elaboradas pelo ceramista. Em cartaz até março de 2013.

AZULEJOS DE UDO
Ampliada com 14 obras, sendo 12 delas do ceramista alemão Udo Knoff, a mostra constrói uma leitura histórica sobre as especificidades do cenário urbano ao apresentar mais de 300 azulejos que trazem parte significativa da arquitetura de Salvador.  A mistura de história e arte, somada ao trabalho rebuscado da coleção, contextualiza o papel social e artístico da cerâmica – legado do trabalho do ceramista alemão Udo Knoff.
Onde: Rua Frei Vicente, nº 03, Pelourinho.
Quando: terça a sexta, 12 às 18 horas, sábado e domingo e feriados, 12 às 17 horas.
Tel:  (71) 3117-6389.

Palacete das Artes Rodin Bahia

MODIGLIANI: IMAGENS DE UMA VIDA                                                                                                                       
A mostra, que já foi exibida no Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba, conta com 12 pinturas e cinco esculturas originais do pintor italiano Amadeo Modigliani, além de documentos e obras de amigos, como um desenho de Pablo Picasso, que destacam o panorama da vida artística parisiense e italiana do século XX. A exposição integra o calendário oficial do Momento Itália – Brasil e pode ser conferida até o dia 11 de novembro, na Sala de Arte Contemporânea do Palacete.

Onde: Rua da Graça, 284, Graça.
Quando: terça a sexta, das 13 às 19 horas, sábados, domingos e feriados, das 14 às 19 horas.
Tel: 3117-6910

Parque Histórico Castro Alves

ACERVO DO MUSEU
Nas quatro salas que compõem o museu, o público pode conhecer, pesquisar e mergulhar no universo do porta-voz literário da Abolição da Escravidão no Brasil. A exposição inclui objetos pessoais do poeta baiano – fotografias, cartões-postais, manuscritos, livros, indumentárias, utensílios domésticos e artes visuais -, vídeo-animações produzidos a partir de seus poemas e cartazes com curiosidades sobre o filho ilustre de Cabaceiras.
Onde: Praça Castro Alves, 106, Centro, Cabaceiras do Paraguaçu.
Quando: De terça a sexta, das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas. Sábados, domingos e feriados, 09 às 14 horas.
Tel.:   (75) 3681-1102.

Solar Ferrão


EXPOSIÇÃO DE ARTE AFRICANA – COLEÇÃO CLAUDIO MASELLA
Apresenta a riqueza estética e a diversidade da produção cultural africana do século XX, expressada em objetos, sobretudo máscaras, estatuetas e utensílios de uso cotidiano ou ritualístico. Doadas ao Governo do Estado da Bahia, em 2004, pelo industrial italiano Claudio Masella, as obras representam vários estilos étnicos das sociedades africanas.

SMETAK – O ALQUIMISTA DO SOM
As “Plásticas Sonoras” – criadas por Walter Smetak (1913-1984) e consideradas obras de arte por críticos e pesquisadores podem ser conferidas na mostra de longa duração Smetak – O Alquimista do Som. As peças do acervo da família do músico suíço foram restauradas e expostas apenas no Museu de Arte Moderna da Bahia e no de São Paulo, em 2007 e 2008.

Onde: Rua Gregório de Matos, nº 45 – Pelourinho.
Quando: terça a sexta, das 12h às 18h; sábados, domingos e feriados, das 12h às 18h.
Tel: (71) 3117.6357 

Casa da Música (unidade administrada pela Secult por meio da Diretoria de Espaços Culturais)

MOSTRA DE INSTRUMENTOS MUSICAIS TRADICIONAIS EMÍLIA BIANCARDI
A mostra exibe cerca de 40 instrumentos de corda, sopro e percussão que integram a Coleção de Instrumentos Musicais Tradicionais Emília Biancardi, composta por mais de mil peças vindas de cinco diferentes continentes, reunido durante anos de turnês nacionais e internacionais da etnomusicóloga Emília Biancardi. As peças são originárias de diversas regiões da Bahia, Mato Grosso, Amazonas, Maranhão, Índia, Niger, Mali, Oriente Médio, Egito, Goa, Peru, Uruguai, Bolívia, China, Tailândia, Marrocos, antiga Iugoslávia e Angola.

Onde: Casa da Música, Parque do Abaeté - Itapuã                                                                                                                     Quando: Até o dia 06 de novembro, de terça a sábado, das 9h às 17h e aos domingos, das 9h às 16h.
 Hey bonitaah sabia dessa?!?! A linda e rica Selena Gomez que à um tempinho andou mostrando suas dobrinhas aqui no BCQ foi eleita a “Mulher do Ano” pela revista Glamour.

Rosario Crocetta, de 61 anos, fez revolução na conservadora Itália ao ser eleito governador da Sicília. O feito é histórico em de um dos poucos países da Europa Ocidental que não teve nenhum avanço em direitos LGBT nas últimas décadas. Abrigar o Vaticano é parte da explicação para tanta postura retrógrada.
Crocetta já foi prefeito da cidade de Gela, quando enfrentou a Cosa Nostra, máfia da região, e foi ameaçado de morte por isso. Em entrevista logo após a vitória, o político, que é de centro-esquerda, afirmou: “Essa é a Sicília que quer mudar!”. A região tem 20% de desemprego, o dobro da taxa média italiana.
Que Crocetta eduque os italianos para a diversidade de orientação sexual!

Comentários