Últimas

Pagodeiros acusados de estuprar menores trabalham na limpeza de presídio na Bahia



Os nove integrantes da banda de pagode New Hit, acusados de terem estuprado duas adolescentes, já estão trabalhando na limpeza do Presídio Regional de Feira de Santana (108 km de Salvador). De acordo com a Seap (Secretaria Estadual de Administração Penitenciária), os acusados estão em uma parte da prisão reservada para os detentos que realizam atividades.
“O caso chamou muita atenção, e para garantir a integridade física eles não estão misturados em celas comuns”, informou a Seap, sem, no entanto, precisar quando eles começaram a desenvolver os trabalhos dentro do presídio.
De acordo com o diretor do presídio de Feira de Santana, Edmundo Dumeti, os nove integrantes da New Hit estão também tendo aulas de nível médio. "Nós temos 17 professores que dão aulas. Os integrantes da banda estão tendo aulas de 1º a 3º ano do Ensino Médio", disse Dumeti ao UOL.
Os músicos estão em um pavilhão com mais 50 presos. "Colocamos eles no local onde correm menos riscos", acrescentou. Nesta segunda-feira, segundo Dumeti, eles fizeram a limpeza de dentro das celas e, a partir de amanhã, vão limpar a parte externa.
O advogado de oito dos integrantes da banda, Cléber Andrade, disse que aguarda a conclusão do inquérito após ter o pedido de habeas corpus negado pela Justiça. Andrade disse que esteve no local e, no entanto, não teve informações de que os músicos estavam "trabalhando". "Estive lá e não vi nada disso", disse.
"Eles estão trabalhando, sim. Ele (o advogado) não tem que saber. Ele não pode ficar na área onde estão os presos. Os integrantes da banda vão ficar aqui à disposição da Justiça", respondeu o diretor do presídio. Os nove pagodeiros são suspeitos de terem estuprado duas adolescentes de 16 anos. Com informações da Paraiba.com

Comentários