Últimas

O DIREITO A PUNHETA NO PROJETO COMIDINHA DE PANELA – CASA DA MÃE



O lançamento de 'O Direito a Punheta' acontece no dia 7 de agosto (terça-feira), às 21h, no Projeto “Comidinha de Panela”, na Casa da Mãe (Rio Vermelho), no tradicional “Sarau de Panela”. Na ocasião, acontecerá recital de poemas eróticos da lavra de Bocage, Laurindo Rabelo e Glauco Mattoso, entre outros. E ainda um cardápio temático, com iguarias tão gostosas e (porque não?) excitantes como Punheta, Penne a Bolonhesa e Mingau de Tapioca.
O microfone passará de mão em mão (com ou sem trocadilho) e a noite, coincidentemente a mesma do aniversário de Caetano Veloso, que em seu livro 'Verdade Tropical' revela a importância que a primeira punheta teve em sua vida, revelando-lhe a maravilha do gozo sexual, promete ser das melhores. Imperdível.
Sexo é coisa séria. Tanto que, de polo a polo, todos fazem questão de persegui-lo como a uma ratazana prenhe. Pois o professor Acúrsio Esteves, ao contrário, gosta de encarar o assunto de frente (de costas acho que não, ao menos por enquanto), ou melhor, gosta de cair de boca e pôr as mãos na massa.
Assim, após o polêmico 'Sexo Oral Feminino', que inclusive teve o lançamento vetado no Espaço Itaú de Cinema, traz agora ao mercado 'O Direito a Punheta', onde disseca a masturbação masculina, o popular 'cinco contra um'. Já na apresentação o livro surpreende e, quiçá, choca, com afirmações desse tipo: "Considerando esses aspectos, quem dera pudéssemos ter a eterna infância de Peter Pan e poder bater punhetas surreais na Terra do Nunca. A boa punheta é a antítese da obrigação, é o direito à preguiça levado a efeito na sua mais pura essência. É a própria criatividade do ócio criativo". A obra, que visa desconstruir as frescuras em relação ao tema, e o faz com linguagem lúdica e simples, tem prefácio de uma mulher. A gestora financeira, esposa e mãe Elisandra Seixas é quem assina.

Serviço:

O QUÊ: Lançamento do livro 'O Direito a Punheta', de Acúrsio Esteves
ONDE: Casa da Mãe (Rio Vermelho), Rua Guedes Cabral n° 81
QUANDO: 7 de agosto, às 21h
QUANTO: Entrada franca

Comentários