Últimas

Denissena e Jereba Arts grafitam muro do Festival Musiques Métisses



O festival francês Musiques Métisses vai desembarcar em Salvador em grande estilo: além da confirmação de músicos da África, o evento acabar de ganhar um muro grafitado pelos artistas visuais Denissena e Jereba Arts. Eles fizeram uma instalação com a técnica do ‘grafite 3D’ - na qual misturam grafitagem com aplicação itens reciclados – no muro do terreiro de candomblé Viva Deus (no bairro do Cabula, em Salvador). A obra vai servir de base para os cenários dos shows e para toda a identidade visual do evento (outdoor, cartazes, hot site e redes sociais). “Misturamos as 27 logos de cada edição do evento na França com elementos de nossa cultura, para reforçar a identidade mestiça. Brincamos com percussão, figuras humanas e referências a orixás”, comenta Denissena. Entre os apetrechos usados na instalação, havia lixo produzido pela indústria da música, como caixas de som e um trompete.

“Desde o começo quis trazer arte urbana para o Musiques Métisses Salvador. Isso faz parte do Festival em Angoulême (França) há quase 30 anos. Grafite é mais um elemento dessa cultura mestiça que queremos mostrar”, explica Jeannine Cantarelli, diretora da versão brasileira do festival. O evento acontecerá de 23 a 28 de outubro, no complexo TCA e já tem confirmados três importantes nomes da música contemporânea africana: o baixista senegalês Alune Wade, o baterista marroquino Mokhtar Samba (que já tocou com Carlos Santana, Mariah Carey e Carlinhos Brown) e o camaronês Blick Bassy – que gravou com Lenine e cantou no Carnaval da Bahia com Saulo Fernandes, Margareth Menezes e Jau. 

Festival Musiques Métisses – criado em Angoulême (França), em 1976. Na versão brasileira, visa reunir artistas da música contemporânea francófona com cantores e instrumentistas da Bahia, reforçando o diálogo musical a partir de uma matriz negra. A primeira edição no Brasil foi em 2009, e contou com as participações de Carlinhos Brown, Margareth Menezes, Mariela Santiago, Rumpilezz, Mounira Mitchala e Didier Awadi. Realização: TAG Arts, em colaboração com a associação francesa Musiques Métisses (Christian Mousset).

Comentários