Últimas

Chita Fina faz show em homenagem aos 100 de Luiz Gonzaga no Pelourinho




O show “Chita Fina – Em homenagem aos 100 de Gonzaga”, a ser realizado dia 02 de Junho, às 20h, na Praça Tereza Batista (Pelourinho), tendo como abertura o show da banda “A MULHERADA” – grupo percussivo feminino que pretende homenagear Luiz Gonzaga com o show “ASA BRANCA”, tem como objetivo contemplar o autêntico forró deixado pelo Rei do Baião, personalidade fundamental para contribuição da cultura popular e construção do imaginário e identidade do povo brasileiro. O grupo Chita Fina pretende reunir elementos tradicionais juninos, forró, sertanejos e interioranos caracteristicamente nordestinos que agrada ao povo brasileiro, além de representações e linguagens culturais que definem a memória de Luiz Gonzaga. O repertório, figurino e cenário apresentados pela banda “Chita Fina” serão traçados em temas tradicionais que falarão da fogueira de São João, dos santos festeiros, do licor, das simpatias, dos fogos, das danças e das comidas típicas. Vale à pena ressaltar o trabalho de pesquisa elaborado pelo diretor musical Magno Aguiar em favor das releituras de Luiz Gonzaga, Trio Nordestino, Dominguinhos, dentre outros seguidores do mestre, com arranjos próprios e diferenciados.

“Quero ser lembrado como o sanfoneiro que amou e cantou muito seu povo, o sertão; que cantou as aves, os animais, os padres, os cangaceiros, os retirantes, os valentes, os covardes, o amor. Este sanfoneiro viveu feliz por ver o seu nome reconhecido por outros poetas, Quero ser lembrado como o sanfoneiro que cantou muito o seu povo, que foi honesto, que criou filhos, que amou a vida, deixando um exemplo de trabalho, de paz e amor".
Luiz Gonzaga
SHOW:
Chita Fina em homenagem aos 100 de Gonzagão – ÚNICA APRESENTAÇÃO
QUANDO:
02/06/2012 (Sábado), às 20h
ONDE:
Praça Tereza Batista (Pelourinho)
QUANTO:
R$ 10,00 (preço único)
SHOW DE ABERTURA:
Banda “A Mulherada” reconhecida pelo pioneirismo em valorizar e incentivar a força feminina na música brasileira, com o show "ASA BRANCA".

Comentários