Últimas

Observatório de combate à opressões inicia sua atividades nesta quinta (16)


A partir desta quinta-feira (16) até a próxima terça-feira (21), o carnaval de Salvador contará pela sétima vez com o Observatório da Discriminação Racial, da Violência contra a Mulher e LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais). Como vem sendo realizado desde 2002, o Observatório deverá prevenir atos de discriminação e violência durante a festa, fornecendo dados para a elaboração de políticas públicas de enfrentamento do racismo, sexismo e homofobia.

Nesta edição, além dos postos de São Bento, Lapa, Ondina, Largo dos Aflitos e Pelourinho, a Secretaria Municipal da Reparação (SEMUR), responsável pelo Projeto, incluiu outro ponto de atendimento na Av. Oceânica, facilitando as denúncias do circuito Dodô, o mais movimentado da folia. Para o Carnaval 2012, os observadores sociais terão o apoio de estudantes da Universidade Estadual da Bahia (UNEB) e da Universidade Federal da Bahia (UFBA). 


Comentários