Últimas

Jovens são o foco da campanha de prevenção da aids no carnaval


Os jovens de 15 a 24 anos, principalmente gays, são o foco da campanha de prevenção da aids no carnaval 2012, lançada  na última quinta feira 2, na  quadra da Escola de Samba Acadêmicos da Rocinha, no Rio de Janeiro .
O aumento da incidência da doença entre gays dessa faixa etária chama a atenção das autoridades de saúde. O crescimento foi de 10,1%, conforme dados divulgados pelo governo federal no fim do ano passado. Em 2010, para 10 heterossexuais com aids, existiam 16 homossexuais. Em 1998, a relação era de 10 para 12.

Em 2011, o governo deu início a ações para conter o avanço da aids entre os jovens, usando as redes sociais para comunicar-se com esse público.

Antes e durante o carnaval, o governo deve veicular mensagens na televisão e no rádio alertando para a importância do uso do preservativo. Após a festa, serão divulgadas mensagens estimulando a população a fazer o teste rápido da aids para o diagnóstico da doença, como foi feito nos anos anteriores.

O norte da campanha não faz paração  de orientação sexual e recomenda: “Na empolgação pode rolar de tudo. Só não rola sem camisinha. Tenha sempre a sua”. O vídeo trás  dois jovens  na balada se paquerando e ficando e a mensagem de que não pode faltar a camisinha na hora mais quente da folia de Momo.

A campanha vem  dá prosseguimento ao tema lançado no Dia Mundial de Luta contra a AIDS, em 1 de dezembro de 2011, quando o Ministério divulgou dados que apontavam para um aumento – entre 1998 e 2010 – de 10,1% no número de casos de HIV entre os jovens de 15 a 24 anos – enquanto que entre os heterossexuais na mesma faixa de idade o percentual diminuiu 20,1%.

Comentários